Inteligência Artificial no Planejamento dos Transportes

  • Baroni 

Assim como a crescente de notícias sobre aplicações de inteligência artificial, a aplicação de Inteligência Artificial no Planejamento dos Transportes tem ganhado destaque.

Embora não seja um assunto tão recente quanto essas notícias sugerem (os primórdios da IA remontam de 1943), aplicações diretas no campo do planejamento dos transportes ainda são bastante escassos.

linha do tempo da inteligência artificial
Linha do tempo dos principais eventos relacionados à Inteligência Artificial

Entretanto, o governo brasileiro tem investido muito na elaboração de ferramentas de IA para o planejamento dos transportes.

Pioneira nessa iniciativa, a Empresa de Planejamento e Logística apresentou um workshop, no qual foram exibidas algumas de suas iniciativas.

Em duas das três iniciativas apresentadas eu estive diretamente envolvido.

Projeção de Crescimento de Tráfego

Com o intuito de observar as tendencias de evolução dos volumes de veículos para a malha rodoviária, foi desenvolvida uma série de mecanismos de IA para previsão das tendências.

Baseada em redes neurais recorrentes, a estimativa de crescimento de tráfego permite que a EPL possua um estimador transparente, reutilizável e objetivo sobre o comportamento do tráfego rodoviário.

A apresentação pode ser obtida aqui: http://baroni.eng.br/download/apresentacao-do-pct-epl/

Rede de Transportes

A metodologia de representação (assim como os atributos associados) também sofreram atualização.

Foi desenvolvido um algoritmo capaz de reconhecer rodovias em imagens de satélites e, assim, representá-las em aplicativos de GIS.

Isso permitirá que a EPL utilize a rede de transportes mais completa e densa já desenvolvida na América Latina.

A apresentação sobre a rede de transportes pode ser obtida aqui: http://baroni.eng.br/download/apresentacao-da-rede-de-transportes-epl/

Quais os efeitos esperados?

A utilização da Inteligência Artificial no Planejamento dos Transportes possibilitará a obtenção de resultados mais assertivos nos modelos de simulação.

Essa assertividade deve se desdobrar em planos mais adequados e acurados, trazendo ainda mais eficiência para os transportes brasileiros.

A elaboração desses mecanismos permitirá, ainda, que a EPL apresente respostas mais rápidas às demandas de informações sobre transportes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *